Chemyunion agosto/20
Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Food InnovationDestaques Innova Market Insights RadarA reciclagem dos apelos éticos nas embalagens

A reciclagem dos apelos éticos nas embalagens

  • Written by:

As preocupações ambientais nunca foram tão grandes e certamente continuarão aumentando. Há uma corrida global para alcançar o net-zero e as marcas estão competindo em uma “zona verde” para atender às crescentes demandas dos consumidores para eliminar ações que estão afetando negativamente o planeta.

O principal foco está em embalagens, tanto como uma área para aumentar a reciclagem e “upcycling”, quanto como um meio para difundir uma mensagem ética.

Não há dúvida de que os consumidores desejam comprar produtos ambientalmente sustentáveis e estão dispostos a fazer a sua parte para contribuir com metas de net-zero. Uma pesquisa da Innova Market Insights revelou que os consumidores colocam a saúde do planeta atrás apenas da saúde pessoal em termos de importância, mas em alguns países – principalmente França e Alemanha – essa ordem é invertida. No nível individual, as ações pessoais que as pessoas acreditam que mais apoiarão o planeta são minimizar o desperdício de alimentos, reciclar mais e comprar localmente. Para conseguir isso, eles precisam da ajuda das empresas e do governo.

O maior interesse em sustentabilidade e questões ambientais pode ser encontrado na América Latina e na Ásia, particularmente no Brasil, Índia e Indonésia. Essas são as regiões que já sofrem os efeitos mais adversos das mudanças climáticas e da destruição ambiental. Globalmente, três quartos dos consumidores pesquisados pela Innova esperam que as empresas e os governos façam mais para apoiar o meio ambiente e, novamente, as maiores expectativas são encontradas entre as pessoas da América Latina.

A redução e reciclagem de resíduos é discutivelmente o método mais fácil e simples pelo qual os consumidores podem se envolver e engajar na batalha pela sustentabilidade. Entretanto, boa parte das pessoas identificam a falta de informação e conhecimento referente à separação de resíduos/lixo como um dos principais desafios ao tentarem exercer sua parte. As marcas estão respondendo a isso com uma comunicação e inovação mais claras e transparentes. Na América Latina, em 2020, quase 90% dos novos produtos contendo características ambientais na embalagem incluíam algum claim relacionado a reciclagem. Papel e produtos à base de fibras de celulose estão substituindo o plástico, mas o problema das embalagens com multicamadas e materiais persiste, dificultando o processo de reciclagem.

Similarmente, o upcycling está em ascensão. Selecionar itens que originalmente seriam descartados e possibilitar que tenham uma segunda vida não é somente benéfico em âmbito ambiental, mas cria uma mensagem positiva sobre o produto final. Na realidade, isso mostra esforços combinados e determinados em fazer a diferença, e essa mensagem ressoa aos consumidores.

Confiança é um atributo vital que as marcas precisam conquistar, e uma das formas de fazê-lo é ter uma mensagem simples e clara comunicada de forma transparente. A “Transparência Triunfa” é a principal tendência no mercado de alimentos e bebidas identificada pela Innova Market Insights no ano de 2021, reconhecendo os benefícios de satisfazer as demandas do consumidor por informações claras, abertas e confiáveis. Em nenhum lugar isso se faz mais importante do que na embalagem, onde as marcas possuem controle sobre a mensagem transmitida e os consumidores as analisam em tempo real, conforme tomam suas decisões de compra. Pesquisas com consumidores feitas pela Innova revelaram que 50% dos brasileiros concordam com a alegação: “A rastreabilidade e transparência do produto são aspectos importantes nas informações de rotulagem”. Cerca de 65% dos entrevistados no Brasil afirmam querer saber de onde vem e como são produzidos os alimentos que estão comprando, e informações descritas na embalagem são a melhor e mais efetiva plataforma para transmitir esses detalhes.

Certificações no geral estão desempenhando um papel maior no quesito ética. A inclusão de uma auditoria, confiável e independente, dos benefícios ambientais pode aumentar expressivamente os níveis de confiança do consumidor. Exemplos recentes incluem a Climate Neutral, que certifica empresas que possuem zero emissões de carbono. Este ano, a Upcycled Food Association anunciou o lançamento de sua própria marca de certificação. Além disso, uma preocupação particular no Brasil é o desmatamento, portanto, a alegação de isenção de óleo de palma e a certificação Rainforest Alliance tem relevância especial para o nosso país. A vantagem para as marcas, de ganhar o direito de adicionar essas informações às suas embalagens, é que os consumidores podem ver de forma clara e fácil evidências confiáveis dessas qualificações ambientais.

Embora grande parte do debate em torno das preocupações ambientais tenha sido enquadrado em um contexto Europeu ou Norte-Americano, é em lugares como a América Latina que os efeitos são vistos de uma forma mais marcante. Com o aumento da riqueza e do uso da tecnologia pelas populações locais, os consumidores no Brasil estão cada vez mais atentos ao tomar decisões em uma compra. As escolhas éticas na embalagem e as evidências claras de qualificações ambientais, colocadas em destaque nos produtos, estão repercutindo entre os consumidores em escalas cada vez maiores. Para marcas com um forte histórico ético, agora é a hora de potencializar a mensagem de uma embalagem que se espera que seja reaproveitável e com certeza reciclável.

Mais informações: Danilo Pompeu [email protected]
Tel: +55 19 99211 2172

Comments are closed.

Rodapé