Chemyunion agosto/20
Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Food InnovationEmpresas & NegóciosFrango à base de plantas da Next Gen recebe aporte de US$ 20 mi

Frango à base de plantas da Next Gen recebe aporte de US$ 20 mi

  • Written by:

A marca Tindle entrará agora na briga contra Beyond Meat e Impossible Foods nos Estados Unidos, maior mercado de carne vegetal do mundo

Já pensou em comer uma carne de frango que parece frango, tem gosto de frango, mas não é frango? Essa é a proposta da Tindle, uma marca da startup de alimentos Next Gen. A marca recebe hoje um aporte de 20 milhões de dólares, levando o valor da sua captação em rodada de seed para um total de 30 milhões de dólares.

A Next Gen usará o novo investimento para levar a marca Tindle para o mercado dos Estados Unidos. Com isso, a startup entrará na briga pelo mercado de carne vegetal contra nomes famosos no meio, como Impossible Foods e Beyond Meat. Expansões para Ásia e Oriente Médio também estão no radar da startup.

O produto que imita frango feito pela Tindle tem alto teor de proteína, fibras e tem baixos valores de carboidratos em sua composição, tornando-o semelhante ao frango real, mas sem o uso de modificações genéticas para atingir tal resultado.

“Já estamos estabelecendo nossas bases no país para estar no mercado nos próximos 12 meses, à medida que aceleramos nossa meta de nos tornar o líder mundial da categoria de frango a base de plantas. A excelente resposta dos investidores, tanto novos quanto existentes, mostra a confiança em nossa tecnologia inovadora, modelo de negócios altamente escalável, experiências de sabor diferenciadas e a capacidade de nossa equipe de tornar a Tindle um líder de mercado nos Estados Unidos”, afirma, em nota, Andre Menezes, cofundador e CEO da empresa.

O mercado americano é o maior para o segmento de carne vegetal. O faturamento anual do setor de alimentos de origem vegetal foi de 7 bilhões de dólares, um salto ante 2019, quando o número de 5,5 bilhões, segundo dados do Good Food Institute.

De acordo com dados da consultoria americana especializada em startups Pitchbook, o primeiro investimento seed de 10 milhões de dólares na Tindle já era o maior de todos os tempos nesse tipo de rodada em empresas do seu ramo. Agora, a startup de carne vegetal eleva ainda mais a barra ao chegar ao patamar de 30 milhões de dólares.

“Após o lançamento do Tindle, em março de 2021, expandimos para três mercados e esperamos estar em mais de cinco até o final de 2021 – marca que algumas empresas líderes não ultrapassam mesmo após anos de existência. Estamos escalando a um ritmo incrivelmente rápido com nosso modelo de negócios asset light, nossa rede de distribuição, talento e colaborações com grandes chefs e restaurantes reconhecidos”, diz Jean Madden, diretor de marketing da Next Gen .

A extensão do aporte seed na startup inclui investidores como GGV Capital, Bits x Bites, Yeo Hiap Seng, entre outros. Eles se somam a Temasek e K3 Ventures, que estavam no primeiro investimento.

O produto da companhia é vendido atualmente em Cingapura, Hong Kong e Macau e pode ser encontrado em 70 restaurantes. O primeiro produto é uma coxa de frango que pode ser usada por chefs em diferentes pratos.

O mercado global de proteínas vegetais é bilionário e tende a crescer fortemente nos próximos anos. De acordo com previsão do banco suíço UBS, o setor deve ter faturamento global de 85 bilhões de dólares até 2030.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Exame 13.07.2021

Comments are closed.

Rodapé