Chemyunion FI 0820
Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Food InnovationRadar62% dos brasileiros acreditam em alimentação saudável para aumentar a segurança contra Covid-19

62% dos brasileiros acreditam em alimentação saudável para aumentar a segurança contra Covid-19

  • Written by:

Em 2020, quase todos os setores da vida foram afetados pela pandemia do novo coronavírus

Seja no campo do trabalho, educação, lazer ou, até mesmo, na alimentação. Durante a quarentena, a preferência por uma alimentação saudável e balanceada cresceu entre os brasileiros, resultando no aumento do consumo dos alimentos orgânicos.

Nessa linha, 62% dos cidadãos acreditam que a melhor forma de se proteger contra a Covid-19 é manter o consumo de nutrientes maior, de acordo com a pesquisa “Tetra Pak Index: Covid-19 e o dilema entre segurança do alimento e meio ambiente”, elaborada pela Tetra Pak em parceria com o Instituto Ipsos.

Na pesquisa, realizada com 8 mil pessoas, a maior parte respondeu que “ser saudável é se manter seguro” e, em seguida, relacionaram o ato de ser saudável com o consumo de ingredientes naturais (51%), com alta prevalência de nutrientes (36%) e com ausência de conservantes na formulação do produto (36%).

“A preocupação com uma alimentação equilibrada já era uma realidade, mas ficou ainda mais relevante depois da pandemia. Além das medidas de distanciamento social e

higienização, o consumidor tem atribuído à alimentação uma forma de fortalecer o seu sistema imunológico e assim se sentir mais protegido”, explica Vivian Haag Leite, diretora de Marketing da Tetra Pak Brasil.

Meio ambiente e sustentabilidade

Em paralelo, a pesquisa mediu o nível de preocupação ambiental e responsabilização de empresas pela falta desses compromissos. De acordo com o levantamento, a população está mais crítica com as marcas em assuntos ligados às embalagens sustentáveis (58%); à produção de alimentos de forma sustentável (46%); ao fornecimento de alimentos para todas as pessoas (44%); e à redução do desperdício de comida (40%), além da segurança dos alimentos (38%).

Desperdício de alimentos

A questão do desperdício de alimentos também foi levantada no estudo. Ao todo, 70% dos respondentes entendem a necessidade da diminuição do desperdício e mantêm expectativas sobre a criação de soluções para aumentar a vida útil dos alimentos, preservando também seu valor nutricional. Em uma segunda etapa, relacionada ao armazenamento dos alimentos, 66% dos entrevistados responderam acreditar que uma etiqueta inteligente com data de validade possa sinalizar se o produto está adequado para consumo.

Segundo estudo realizado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), cerca de um terço dos alimentos produzidos no mundo vai para o lixo. Com os resultados, é possível analisar a evolução no pensamento do cidadão comum com relação ao desperdício e armazenamento dos alimentos, tema muito estudado no curso de gastronomia ou de nutrição.

 

 

 

 

Fonte: Organics News Brasil 12.03.2021

Comments are closed.

Parceiros