Chemyunion agosto/20
Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Food InnovationEmpresas & NegóciosBK Brasil apresenta compromissos ASG até 2030

BK Brasil apresenta compromissos ASG até 2030

  • Written by:

Entre as principais iniciativas estão portfólio 100% livre de ingredientes de origem artificial até 2025 e fornecedores certificados e alinhados aos critérios de sustentabilidade

BK Brasil anunciou seus compromissos de ASG pautados nos objetivos de desenvolvimento sustentável propostos pela ONU. As metas apresentadas estão subdivididas em três pilares de sustentabilidade: Nossa Comida, Nossa Pegada e Nossa Gente.

O Nossa Comida é uma revolução de cardápio para um portfólio livre de conservantes, aromatizantes e aditivos de fontes artificiais, como foco nas marcas Burguer King e Popeyes e cumprimento previsto para acontecer até 2025. Em setembro de 2020, o Burger King já havia anunciado retirada de todos os ingredientes de origem artificial do Whopper, resultando em 277 milhões de toneladas de conservantes artificiais a menos em seu carro-chefe. Atualmente, 70% do cardápio da marca já é livre desses elementos artificiais. A iniciativa global faz parte de um movimento chamado Feel Good About the Food, que contempla uma série de ações como o lançamento dos sanduíches Veggie e do Whopper de Plantas.

Já o Nossa Oegada foca no aproveitamento de resíduos e no uso eficiente de recursos, além dos compromissos de reduzir em 30% a emissão de gases do efeito estufa em toda companhia até 2030, atingir 90% de reciclagem do lixo dos restaurantes de rua até 2025 e reciclar 100% do óleo dos restaurantes até o final de 2021. Desde 2018, o Burger King já realiza a coleta de todo óleo para o reaproveitamento do insumo e já foram coletados mais de dois milhões de litros de óleo, transformados em biodiesel, sabão biodegradável e outros insumos.

Por fim, a Nossa Gente é a subdivisão que pauta a diversidade e inclusão e assume um compromisso de evolução nos processos de recrutamento e seleção para que sejam livres de pré-julgamento, até 2023, garantia de 50% de representatividade feminina na liderança do corporativo e restaurantes, e o aumento da representatividade de grupos diversos (Pretos, PCDs, LGBT+s e Senioridade) no corporativo até 2025.

 

 

Fonte: Meio & Mensagem 21.10. 2021

Comments are closed.

Rodapé